Receba, gratuitamente, o Boletim Sampa Online

Coral Jovem do Estado realiza concerto no Theatro São Pedro

Novembro 27, 2020

O Coral Jovem do Estado, grupo ligado à EMESP Tom Jobim, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura, apresenta concerto inédito no domingo, dia 29 de novembro, às 17h, no Theatro São Pedro. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).


Crédito: Heloísa Bortz

Sob regência de Tiago Pinheiro, preparação vocal de Marília Vargas e Sin Ae Lee no piano, o grupo apresenta o programa Coração Africano com um olhar às tradições e sonoridades afro em diversas frentes que alimentam a arte e a vida em nosso país. Músicas como O dia da morte de Domingos Jorge Velho, de Luciano Cossima, e Africaniei, de Majur, estão entre as peças que compõem o repertório do programa. O concerto também será transmitido pelo canal de YouTube.

Bilheteria

Neste momento, não haverá venda de ingressos na bilheteria do Theatro São Pedro. Os ingressos para todos os espetáculos devem ser adquiridos exclusivamente pelo site.

Protocolo de Segurança Sanitária

Para a retomada das atividades presenciais com público no Theatro São Pedro, a Santa Marcelina Cultura seguiu as diretrizes e recomendações do protocolo de reabertura do setor de teatros, casas de espetáculo publicado pela Prefeitura Municipal de São Paulo no Diário Oficial da cidade de São Paulo, no dia 03 de outubro de 2020.

Nessa primeira fase, o teatro irá operar com até 60% da capacidade, com os assentos intercalados, respeitando a distância mínima de 1,5m. Antes de entrar, o público deverá realizar a medição de temperatura corporal. O uso de máscaras de proteção facial será obrigatório.

Os espetáculos terão duração menor e serão sem intervalos. Para evitar a aglomeração e a formação de filas, o Theatro São Pedro abrirá 1h antes do início de cada apresentação. Dentre as principais medidas adotadas estão ainda a disponibilização de álcool gel 70% e a sinalização de todas as dependências do teatro, atendendo às normas sanitárias e de seguran

O café do Theatro São Pedro também estará funcionando seguindo os protocolos sanitários.

Programa

CORAL JOVEM DO ESTADO
Coração Africano
Tiago Pinheiro, regência
Marília Vargas, preparação vocal
Sin Ae Lee, piano

LUCIANO COSSINA
O dia da morte de Domingos Jorge Velho [arr. Daniel Reginato]

TRADICIONAL LUNDU MINEIRO DO SÉC. XVIII
Sinhá moça massurina [arr. Damiano Cozzella]

MAJUR
Africaniei [arr. Carlos Bauzys]*

PRINCE
Kiss [arr. Carlos Bauzys]

Serviço

DATA: 29 de novembro, domingo
HORÁRIO: às 17h
LOCAL: Theatro São Pedro
ENDEREÇO: Rua Barra Funda, 161 – Barra Funda, São Paulo/SP
INGRESSOS: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)
COMPRA DE INGRESSOS: theatrosaopedro.byinti.com

Sobre Tiago Pinheiro

Graduado clarinetista, especializou-se em canto na Berklee College of Music. Dirigiu o grupo Beijo do Coralusp que, nas décadas de 80 e 90, investiu na pesquisa de interação cênica-musical em seus espetáculos e realizou parcerias com artistas como Marlui Miranda e Gilberto Gil, além de registros fonográficos e turnês nacionais e internacionais. Foi solista em diversas obras sinfônicas, entre as quais: Carmina Burana de C. Orff e Paixão segundo São João de J.S.Bach. Integrou o coro da OSESP entre 2000 e 2001. Foi regente titular do Coral Paulistano do Teatro Municipal de São Paulo. É regente titular do Coral Jovem do Estado desde fevereiro de 2015, quando iniciou uma reformulação artística no grupo.

Marília Vargas

Uma das mais ativas sopranos brasileiras de sua geração, formou-se na Schola Cantorum Basiliensis (Suíça) e obteve o Konzert Diplom na classe de Christoph Prégardien, no Conservatório de Zurique (Suíça). Tem sido professora convidada de importantes festivais de música e universidades do Brasil e do mundo. Seus dois álbuns solo "Todo amor desta terra" e "Tempo breve que passaste: Modinhas Brasileiras" estão esgotados. Marília Vargas é também professora de Canto Barroco da EMESP Tom Jobim, preparadora vocal do Coral Jovem do Estado e professora da Oficina de Música Barroca da Escola Municipal de Música de São Paulo.

Coral Jovem do Estado

​O repertório eclético e o dinamismo das apresentações do Coral Jovem do Estado refletem uma proposta artístico-pedagógica que vai além do canto. O grupo artístico da EMESP Tom Jobim trabalha não apenas a voz humana, mas também expressão corporal e sensibilidade musical. O Coral Jovem mantém um importante tripé artístico: além do repertório lírico, o grupo explora a música antiga e popular. Tiago Pinheiro é regente titular do Coral Jovem do Estado desde fevereiro de 2015, em parceria com Marília Vargas na preparação vocal. O Coral é um dos grupos de difusão e formação musical da EMESP Tom Jobim, escola do Governo de São Paulo gerida pela Santa Marcelina Cultura.

EMESP Tom Jobim

Referência no ensino brasileiro de música, a EMESP Tom Jobim é uma escola do Governo do Estado de São Paulo gerida pela Santa Marcelina Cultura, Organização Social parceira da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Atende gratuitamente 1.300 alunas e alunos em seus cursos e habilitações em música popular e erudita, da teoria à prática musical. Em 2019, a EMESP Tom Jobim comemorou 30 anos de atuação. A Escola tem como objetivo a formação dos futuros profissionais da música erudita e popular. Com um corpo docente altamente qualificado, a EMESP Tom Jobim vem construindo um projeto pedagógico inovador, com foco no ensino de instrumento, no convívio dos alunos com grandes mestres e nas práticas coletivas (música de câmara e prática de conjunto), além de disciplinas teóricas de apoio. Em constante diálogo com as principais instituições de formação musical do Brasil e do mundo, a EMESP Tom Jobim oferece a cada ano centenas de shows, concertos, workshops e master classes. A EMESP Tom Jobim mantém um eixo de difusão artística complementar às atividades de formação com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de seus alunos e criar uma ponte entre o aprendizado e a profissionalização, além de fomentar a formação de público e a difusão da música em todas as modalidades. A Escola mantém os grupos artísticos: Banda Sinfônica Jovem do Estado, Coral Jovem do Estado, Orquestra Jovem do Estado e Orquestra Jovem Tom Jobim que oferecem bolsas para as alunas e os alunos da Escola.

Theatro São Pedro

O Theatro São Pedro completa 100 anos com uma das histórias mais ricas e surpreendentes da música nacional. Inaugurado em uma época de florescimento cultural, o teatro se insere tanto na tradição dos teatros de ópera criados na virada do século XIX para o XX quanto na proliferação de casas de espetáculo por bairros de São Paulo. Ele é o único remanescente dessa época em que a cultura estava espalhada pelas ruas da cidade, promovendo concertos, galas, vesperais, óperas e operetas. Nesses 100 anos, o Theatro São Pedro passou por diversas fases e reinvenções. Após passar por uma restauração, foi reaberto em 1998 com a montagem de La Cenerentola, de Gioachino Rossini. Gradativamente, a ópera passou a ocupar lugar de destaque na programação do São Pedro, e em 2010, com a criação da Orquestra do Theatro São Pedro, essa vocação foi reafirmada. Ao longo dos anos, suas temporadas líricas apostaram na diversidade, com títulos conhecidos do repertório tradicional, obras pouco executadas, além de óperas de compositores brasileiros, tornando o Theatro São Pedro uma referência na cena lírica do país.

Santa Marcelina Cultura

Eleita a melhor ONG de Cultura de 2019, além de ter entrado na lista das 100 Melhores ONGs do ano, a Santa Marcelina Cultura é uma associação sem fins lucrativos, qualificada como Organização Social de Cultura pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Criada em 2008, é responsável pela gestão do Guri na Capital e região Metropolitana de São Paulo e da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim (EMESP Tom Jobim). O objetivo da Santa Marcelina Cultura é desenvolver um ciclo completo de formação musical integrado a um projeto de inclusão sociocultural, promovendo a formação de pessoas para a vida e para a sociedade. Desde maio de 2017, a Santa Marcelina Cultura também gere o Theatro São Pedro, desenvolvendo um trabalho voltado a montagens operísticas profissionais de qualidade aliado à formação de jovens cantores e instrumentistas para a prática e o repertório operístico, além de se debruçar sobre a difusão da música sinfônica e de câmara com apresentações regulares no Theatro.

Outras notícias

Itaú Cultural abre inscrições para oficinas educativas online relacionadas à exposição Beatriz Milhazes: Avenida Paulista .
Nelas, os participantes poderão se aprofundar na obra da artista
https://www.sampaonline.com.br/noticias/itau+cultural+abre+inscrieoes+para+oficinas+educativas+online+relacionadas+a+exposieao+beatriz+milhazes+avenida+paulista.php

MASP Auditório e Studio3 realizam a 3ª edição da Semana Paulista de Dança.
O evento online ocorre de 25 a 29 de janeiro
https://www.sampaonline.com.br/noticias/masp+auditorio+e+studio3+realizam+a+3+edieao+da+semana+paulista+de+danea.php