Receba, gratuitamente, o Boletim Sampa Online

A Noite de 16 de Janeiro
A Noite de 16 de Janeiro

A Noite de 16 de Janeiro

Drama, 110 minutos, 14 anos.

A Noite de 16 de Janeiro

Drama, 110 minutos, 14 anos.

Sinopse: Dirigida por Jô Soares, a peça se passa em 1934 e encena o julgamento de um homicídio. O Tribunal do Júri é apresentado ao caso de Andrea Karen, ex-secretária e amante do empresário Bjorn Faulkner, acusada de seu assassinato. A peça não retrata, de forma direta ou sequencial, os eventos que levaram à morte do empresário. Ao invés disso, os jurados e a plateia devem confiar nos testemunhos das personagens para decidir se Andrea Karen é culpada ou inocente. O final do espetáculo dependerá deste veredicto. Há duas possibilidades de final: Andrea Karen é considerada culpada ou absolvida, conforme decisão do Conselho de Sentença formado por 12 pessoas selecionadas da plateia no início do espetáculo.

Local: TUCA (Oeste)

Elenco/Direção: Texto: Ayn Rand. Tradução: Jô Soares e Matinas Suzuki Jr. Direção: Jô Soares. Elenco: Cassio Scapin, Erica Montanheiro, Felipe Palhares, Giovani Tozi, Guta Ruiz, Luciano Schwab, Kiko Bertholini, Marco Antônio Pâmio, Mariana Melgaço, Milton Levy, Nicolas Trevijano, Norival Rizzo, Paulo Marcos, Ricardo Gelli e Tuna Dwek.

Este espetáculo não está em cartaz atualmente

Comentários

Gostei.... porém foi um pouco longa e consequentemente ficou cansativa. Desculpa a sinceridade.

Os atores, o cenário, e o roteiro são ótimos, porém, o final da peça, conquanto tenha um desfecho, é meio confuso, não deixando claro o final. Lógico que isso faz parte da trama e do objetivo do roteiro, mas uma peça com um desfecho mais claro, mais delineado, é melhor, pois o espectador sai do teatro com a sensação de plenitude, de satisfação, o que não aconteceu comigo e nem com meus dois amigos.

O espetáculo é bem produzido e os atores são bons, porém de um ponto de vista bem pessoal me cansou no quesito roteiro, pois é uma peça bastante datada, com um senso de humor já fora de moda. Mas, claro, o esperado para um roteiro da década de 30.

A sequência de testemunhas garantem dinamismo à peça, com suspense e tiradas engraçadas, os atores e atrizes são ótimos, só o final poderia ser mais surpreendente.

Se o Jô estivesse na peça , com certeza seria mais interessante.

TUCA (672 lugares)

Rua Monte Alegre, 1024 (Perdizes)

Telefone: 3670-8455

Horário da Bilheteria: de terça-feira a domingo das 14h às 20h, ou no dia do espetáculo, até 1h antes da apresentação; troca de voucher a partir de 1 semana de antecedência do evento;

Estacionamento Conveniado. Possui área para cadeiras de rodas e assentos especiais para obesos

Conforto das instalações:

Ótimo

230

Bom

124

Regular

17

Ruim

2

Peças selecionadas

A Sogra que Pedi a Deus

Sérgio Mallandro: A Terapia da Alegria

Oscar Filho - Putz Grill - Stand up

DezEncontros

Confissões das Mulheres de 30

Mauricio Meirelles - Levando o Caos

Ex Bom é Exumado

Renato Albani e Victor Sarro: Só Vem

Os Miseráveis - O Drama Que Deu Origem ao Musical

Corta!

Emmanuel - A Luz de Chico Xavier