Receba, gratuitamente, o Boletim Sampa Online

XII Visões Urbanas na Casa das Rosas

Crédito: Dani Garcia

XII Visões Urbanas na Casa das Rosas

Crédito: Dani Garcia

XII Visões Urbanas na Casa das Rosas

XII Visões Urbanas na Casa das Rosas

Sinopse: De 5 a 19 de abril acontece em São Paulo mais um Visões Urbanas – Festival Internacional de Dança em Paisagens Urbanas, concebido e realizado pelos artistas e pesquisadores Ederson Lopes e Mirtes Calheiros. Nesta 12ª edição, artistas do Brasil, Bélgica, Itália, Estados Unidos e Ucrânia se encontram para uma diversificada e intensa programação acolhida em oito espaços da cidade: espetáculos e intervenções ocupam o Vale do Anhangabaú, o Instituto Italiano di Cultura, a Casa das Rosas e as unidades Santo Amaro e Campo Limpo do Sesc; o Centro de Referência da Dança recebe oficinas e exposição fotográfica; e a Lara Mara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual e o MIS – Museu da Imagem e do Som exibem mostra de videodança. No dia 20, Visões Urbanas, em sua versão "Extensão", viaja para a Baixada Santista e ocupa o Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente. Toda a programação é gratuita.
Com o desejo de trabalhar sobre a ideia de resistência no tempo, o olhar curatorial focou em artistas com uma trajetória que, de certa forma, traduzem permanência na arte e na pesquisa. "Por isso, esta edição reúne, em boa medida, artistas mais maduros - valorizando as suas contribuições que aproximam diferentes tempos históricos - que seguem criando e cujos trabalhos estão em contínuo diálogo com o nosso tempo", afirma Mirtes Calheiros, diretora da Cia Artesãos do Corpo e curadora artística do festival.
A partir das 16h do dia 6/4, o palco é a Casa das Rosas, com a reapresentação de "RedBlueWhiteBlack&Orange – a dança da resistência", com a Maida Withers Dance Construction Company; "Em Solilóquio", trabalho de Maria Mommensohn (São Paulo); e "Transformações | O Tempo do Corpo", performance de Dorothy Lenner, de Minas Gerais. No domingo (7/4), novamente serão apresentados os três atos de Umbral, de Luis Arrieta, permeando outros dois trabalhos – "Eu por detrás de Mim", com a Cia de Danças de Diadema, e "Empreintes 2", da Cia Irene K. A programação de apresentações se encerra, em São Paulo, na sexta, dia 19, com o "Urbaninhas", uma programação voltada especialmente para o público infantil. Em um cenário não menos especial - os belos jardins da Casa das Rosas -, a partir das 11h, se apresentam o Grupo Caixa de Imagens, com a delicada boneca Gilda, em "Travessia", seguido da criação de Lara Dau Vieira, "O Corpo no Desenho", e por último "Sr. Calvino", da Cia Artesãos do Corpo, que concebe e produz o festival anualmente. Na delicadeza de melodias executadas ao vivo por Carlos Gaúcho, a pequena boneca Gilda, de aproximadamente 10 cm, tem como cenário o vestido de quem a manipula - a atriz Mônica Simões -, e quer dar uma flor para quem interagem com ela. Assim, ganha vida e instaura um corte no espaço e no tempo. Tendo como ponto de partida a poesia que nasce da saudade de tudo o que o homem é, "Travessia" trabalha na atmosfera da intimidade, criando elos, quebrando distâncias e colocando lado a lado, como parceiros, artistas e público. Dançar e desenhar, esta é a proposta de "O Corpo no Desenho". Quatro performers – Lara Dau Vieira, Ligia Marthos, Ricardo Fornara e Tatiana Melitello – estimulam a relação com os transeuntes, convidando-os a pausar o movimento do corpo para serem vistos e desenhados numa malha de papel. Como "nuvem de desenhos', a malha sobrevoa os ares interagindo com quem encontra pelo caminho. O retratado é convidado a assinar o desenho e a refletir sobre um sonho. O desenho é fotografado, impresso em tempo real e entregue ao co-autor da ação. A malha desenhada se instala no espaço revelando memórias de corpos, escritas, traços e sonhos. Inspirados no universo poético-urbano do escritor Ítalo Calvino, os intérpretes da Cia Artesãos do Corpo lançam luz aos pequenos detalhes presentes no cotidiano das cidades que, normalmente passam despercebidos, mas traduzem e refletem o mundo contemporâneo e a existência humana. Com humor e leveza, a rua e a paisagem urbanas se transformam num caleidoscópio de situações surreais. "Sr. Calvino" vai deixando um vestígio colorido no espaço público e lembra que a rua também foi feita para dançar. O festival contará também com oficinas e encontros, além de apresentações em outros locais da cidade. Confira a programação completa do festival na página do Facebook do evento.

Local: Casa das Rosas (Paulista)

Este espetáculo não está em cartaz atualmente

Casa das Rosas (40 lugares)

Avenida Paulista, 37 (Paraíso)

Telefone: 3285-6986

Horário da Bilheteria: apenas no dia da apresentação, abre com 1h30 de antecedência

Conforto das instalações:

Ótimo

1

Bom

0

Regular

0

Ruim

0

Peças selecionadas

Masha e o Urso Live Show - A Aventura Continua

O Mágico de Oz - O Espetáculo

Dudinha, Mariana e a Galinha Pintadinha

Os Monólogos da Vagina

Os Três Porquinhos

O Clubinho das Princesas

A Banheira

Ex Bom é Exumado

Amor Profano

Circo Spacial - Os Bons Tempos dos Circos Voltaram

Visita à Vila dos Coelhos