Receba, gratuitamente, o Boletim Sampa Online

Foi bom, meu bem?
Foi bom, meu bem?

Foi bom, meu bem?

Drama

Foi bom, meu bem?

Drama

Sinopse: O primeiro texto do premiado dramaturgo Luís Alberto de Abreu discute, com muito bom humor, como nossa sexualidade se desenvolve durante a vida. A encenação da Cia das Artes é inspirada na filosofia de Jerzy Grotowski, diretor polonês que defendia um teatro focado no trabalho físico dos atores. A peça é completamente coreografada e em alguns momentos chega a flertar com a dança. Partindo do ingênuo troca-troca das brincadeiras de criança, passando pelas primeiras descobertas do corpo e indo até o sexo rotineiro dos casais, a montagem da Cia das Artes aprofunda o espectador em um tema ainda considerado tabu, e que resulta em diversas angústias e sentimentos ocultos. A encenação acompanha a trajetória de duas pessoas, da infância até a vida adulta, revelando como suas descobertas amorosas acontecem ao longo da vida. A história da sexualidade é discutida em cena, exibindo os padrões culturais pré-estabelecidos para homens e mulheres. No palco, os sonhos de uma normalidade que se desfaz no cotidiano da vida a dois, levando a falta de diálogo que levam os indivíduos à solidão. Cenas fragmentadas levantam situações relacionadas ao amor, como o primeiro beijo, a paquera na adolescência, a primeira relação sexual, as brigas de um casal, e outras questões. Um coro formado por 35 atores se revezam nos papeis. A montagem convoca os espectadores para uma reflexão sobre como encaramos a sexualidade.

Local: Teatro Commune (Centro)

Elenco/Direção: Texto: Luís Alberto de Abreu. Direcão: Antônio Netto. Elenco: Adriana Gerizani, Henrique Marques, Alvaro Costa, Samira Aguiar, Edvaldo Gomes, Amanda Califf, Antonia Santos, Beatriz Alexandrias, Bruna Castro, Bruna Delfino, Carlos Leitte, Ciro Lima, Ellen Andrade, Emilly Brenda, Érica Ribeiro, Gabriella Oliveira, Gilda Moccero, Giuliana Della Paolera, Ivone Santos, Jailson Gomes, Jeferson Csizmadia, José Luís Brito, Keese Contino, Luís Guilherme Maia, Marina Honda, Narjara Silva, Paula Campos, Pedro Gabriel, Priscilla Romin, Roberto Florio, Roni Damião, Samuel Corbage, Thauany Santos, Valéria Costa e Welber Cunha. Produção: Cia. das Artes

Este espetáculo não está em cartaz atualmente

Teatro Commune (100 lugares)

Rua da Consolação, 1218 (Consolação)

Telefone: 3476-0792

Horário da Bilheteria: abre apenas em dias de espetáculos, 1 hora antes do início da sessão.

Possui ar condicionado e estacionamento próximo. Acesso para deficiente físico.

Conforto das instalações:

Ótimo

16

Bom

39

Regular

13

Ruim

2

Peças selecionadas

Gatão de Meia Idade, a Peça

Os Monólogos da Vagina

A Banheira

Os Guardas do Taj

Amor Profano

Ele Ainda Está Aqui

O Poder do Ilusionismo

Mauricio Meirelles - Levando o Caos

As Filhas da Mãe

1 Milhão de Anos em 1 Hora

Homens no Divã