broncas, reclamações e queixas dos vizinhos da cidade de São Paulo
Terceiro trimestre de 2005
[Registre sua queixa ]
Setembro 28, 2005. D.F.C.L. diz que está "inconformada com a saúde publica em nosso estado. Há uma semana que procuro incansavelmente um neurocirurgião para fazer a cirurgia de urgência na minha mãe que tem um tumor na coluna e hérnia de disco e grita de dor e desespero 24 horas chegando até pedir para morrer. Já recorri a todos os hospitais dos SUS e até agora o que consegui foi inscrevê-la na central de vagas e aguardar. Fiquei sabendo que os neurocirurgiões cobram até R$ 30.000,00 por uma cirurgia particular e o SUS paga pela mesma cirurgia R$ 300,00. Está aí a explicação para o sumiço desses profissionais no SUS. Será que a minha mãe vai agÜentar ou perderá definitivamente os movimentos das pernas esperando uma vaga no SUS? Sei que dinheiro não compra a vida, mas numa hora dessas é humilhante ser pobre, (acredito que é por aí que muitas pessoas começam a cometer crimes, pois você procura os meios legais e só encontram as portas fechadas, aí vem a revolta). veja só o caso da atriz Malu Mader em dois dias estava operada. até quando?"
Setembro 28, 2005. A.P., que mora na Consolação, pede ajuda do portal "para que solicitem ao departamento público competente que venha realizar uma fiscalização URGENTE! no Restaurante Carimbó situado na Rua Bela Cintra, 483, pois o mesmo desde muito tempo resolveu agradar seus clientes com música ao Vivo, sem o devido isolamento acústico que é obrigatório por Lei, e nós vizinhos do mesmo também somos obrigados a ouvir a música. Gostaria que a fiscalização interviesse imediatamente neste restaurante. Já cansamos de reclamar e nada, absolutamente nada, foi feito por nós. Será que estamos condenados a uma falta de educação generalizada? Será que os reais valores de ser cidadão se arruinaram para sempre? Grata e no aguardo de urgentes providências." Nota da redação: a queixa foi retransmitida ao Major Rosado, diretor do PSIU, e a vizinha foi orientada como proceder.
Setembro 27, 2005. Uma vizinha queixa-se que na Rua Leopoldo Machado, 55 "Há uma empresa de telemonitoramento neste endereço e possuem dois cachorros que latem a noite inteira, sem motivo justificável. As reclamações não surtiram efeito e o atendimento de uma funcionária chegou à arrogância e descaso. Não acham que os moradores mereçam dormir?"
Setembro 21, 2005. Rogerio Martins Chaves, que mora na rua Gabriel Carozza, queixa-se que "está tendo infiltração no muro e o esgoto deste vizinho esta vazando no meu quintal. Já fiz uma reclamação na subprefeitura há mais de 60 dias e até agora não tive um retorno, falaram que iam lá e não foram. "
Setembro 19, 2005. E. queixa-se do estado das calçadas da Av. Guido Caloi: "ñ agüento mais andar nessas calçadas esburacadas, estão em obra aqui a calçada foi praticamente interditada,temos que andar da estação sto amaro ate o centro comercial a pé e esse pedaço da av Guido Caloi as calçadas estão em situação precária, e agora com essa obra ficou pior não tem nem calçada mais temos que andar na rua porque esta toda tomada. isso é um absurdo com os pedestres.esse pedaço esta totalmente abandonado,quando vão dar um jeito nisso"
Setembro 15, 2005. M.P. diz que recentemente mudou para a Rua Fradique Coutinho, na Vila Madalena, "para um sobrado bacana onde vou morar e trabalhar. Qdo cheguei com a mudança me dei conta de um problemão: a vizinha é uma senhora que não gosta muito de limpeza. A casa ao lado reúne pombos, cães, gatos, papagaio, hamsters sem a menor higiene. Os excrementos liberam um fedor insuportável. Já liguei para a Prefeitura, que diz que não se mete em briga de vizinho... Eu não to brigando, estou tentando resolver um problema de saúde pública. Todos os meus outros vizinhos me apóiam só estou buscando um pouco de civilidade. Não podemos morar assim, o risco da dengue é freqüente, há vários depósitos de água parada, moscas, todo tipo de mosquitos, enfim, a liberdade de cada um termina qdo começa a do outro não é mesmo??? Aguardo uma força de vcs nessa luta! Valeu! "
Setembro 15, 2005. R.S.P. queixa-se que a R.Antonio Moniz Barreiros, Jd.Marilu /Parada "está cada vez mais intransitável, os ratos invadem as casas, o mal cheiro é insuportável, é, a campanha "rato fora" esta dando certo, estão saindo do lixo para dentro de nossas casas! Até hoje ninguém apareceu para jogar um "veneninho" dar uma "limpadinha", e o dono do terreno?, alguém saberia me informar se ele é "amigo" de alguém na subprefeitura de Pirituba? pois nem ele aparece para fazer uma limpesa no local, mandar passar um trator, fazer muro, calçada, etc... condições ele tem, pois o terreno é muito grande, será que alguém da pref.de Pirituba fez contato c/ele? Por que será que ninguém toma uma providência? O que será que acontece? Será que este terreno é do Severino? Marcos Valério?Alguém da Câmara dos Deputados? Meu Deus, será que é dooo...Lula?"
Setembro 14, 2005. Vitor Pinto relata que mora "no 1º andar de um prédio na al. Santos (Cerqueira Cesar). Em frente, há um bar chamado Orange Point que funciona 24hs por dia. De madrugada, fica um pessoal sentado nas mesas que ficam na calçada falando alto, rindo, gritando. O bar não tem qualquer isolamento acústico e está portanto fora de conformidade. A lei do silêncio diz que bares não podem funcionar da 1 às 5 da manhã sem as devidas condições. Já recorri a Psiu (várias vezes), guarda civil (protocolo 4402483), subprefeitura (CA2186802) e polícia, sem contudo obter sucesso. Vejo que durante a madrugada, alguns policiais passam por lá pra tomar um café, ou seja, há conivência da polícia já que eles também  freqüentam o local. Na semana passada, às 4:30 da manhã, tinha um pessoal falando alto e rindo, eu abri a janela e pedi que falassem mais baixo, o cara disse pra mim ficar quieto, começamos a discutir e ele, acreditem, arremessou a garrafa de cerveja que estava na mesa na minha janela (acertou na parede). Eu desci lá e ele havia ido embora, daí que não chamei a polícia. O dono do bar dá uma de joao-sem-braço e não faz nada de efetivo. A questão é: existe uma lei (12.879, 13/07/99) que diz que "bares da Cidade de São Paulo não poderão funcionar após uma hora da manhã, tendo o horário previsto para o início de suas atividades fixado à critério próprio, não antes das 5 horas da manhã" (art. 1º). A lei diz ainda que "Ficam sujeitos ao horário fixado neste artigo os estabelecimentos comerciais que funcionem de portas abertas, sem isolamento acústico, sem estacionamento e funcionários destinados à segurança e ainda aqueles que atrapalhem o sossego público" Ou seja, é exatamente o caso do Orange Point!! funciona de madruga com mesas na calçada!!! Por que tanta demora em fazer cumprir a lei??? Isto está a tal modo me alterando o humor que estou prestes a cometer um loucura. Por favor, me ajudem a solucionar este problema. Muito Obrigado."
Setembro 13, 2005. José Roberto Félix pergunta "Até quando nossa adm regional (Santo Amaro) ficará gastando dinheiro do contribuinte para recolher o entulho que é jogado no canteiro central desta avenida. A situação entre as pontes do Socorro e João Dias é vergonhosa."
Setembro 12, 2005. L.C. quer reclamar "do barulho produzido pelo vizinho de cima ao meu apartamento (Condominio Pituba, na Rua Rio Paranapanema, Jardim Piratininga). Barulho todo mundo faz, mas domingo as 6 horas da manha e segunda as 2hs da madrugada, é realmente de enfurecer. Uma noite tranqüila é direito de todos. Comprei um protetor de ouvido para tentar dormir, mas como escapa durante o sono, acordo assustada com os ruídos do cidadão de cima. O que eu faço, sendo que já chamei a atenção do vizinho e sendo que a pessoa é amiga da minha mãe - que me reprime em reclamar ?"
Setembro 09, 2005. Uma vizinha queixa-se que na Rua Acarapeba, 47 "Freqüentemente um gerador/motor é ligado durante os seguintes horário: 00:00, 2:00,3:00, 6:00, 7:00 todos os dias inclusive feriado. Impossível dormi deste jeito!!!! Cadê a lei do psiu?"
Setembro 09, 2005. Gilson José Batista queixa-se que "Após a inauguração do Wall-Mart da Av.Washington Luiz (Vila Sofia), a vida dos moradores próximos virou um inferno. A CET fez mudança de mãos, instalou semáforos e criou o maior absurdo no local. Pelo jeito a força do dinheiro do wall mart falou mais alto. não é possível que algum engenheiro de tráfego tenha liberado o que fizeram ali. é congestionamento de carros 24 horas por dia, com tanto semáforo em tão pouco espaço. as ruas sócrates e moliere passaram a receber uma carga de trânsito, muito acima da capacidade. Agora está em fase de inauguração uma escola infantil na casa que fica nas esquinas da rua moliere com a rua Maria Baldinata Assunta. Já antevendo problemas sérios que sofreremos em breve, antecipo uma solicitação de que acionem a prefeitura e a cet. A rua moliere já vem arcando com os problemas do wall mart, agora com a inauguração dessa escola, já estamos imaginando os carros parando na porta, atrapalhando o fluxo justamente nos horários de pico, pois sabemos que é normal essas mães que levam e trazem seus filhos na escola, aproveitam para fofocar na porta da escola e o trÂnsito que se exploda. Vejam que já se antecipa um problema que caso essas autoridades dêem providência, poderá ser evitado. "
Setembro 08, 2005. G.C. relata que "nas proximidades da Rua Tabapuã com a Rua Brasília (Itaim Bibi) está havendo muitos arrombamentos de carros no lugar. Quase todo dia passa 2 pessoas suspeitas pela rua e do nada começam a arrombar o carro para roubar toca fita ect. A polícia já foi acionada varias vezes e mesmo assim o arrombamento continua sendo efetuado, a rua Brasília com a Tabapuã deveria ter mais iluminação, está ficando cada vez mais impossível estacionar um carro nessas proximidades. obrigado pela compreensão !!"
Setembro 08, 2005. Caio Basta queixa-se: "Po*** será possível que não tem fiscalização em Moema? É flanelinha extorquindo grana, bêbados berrando e mijando nas ruas, ladrões de toca-fita, mendigos esmolando, moleques de rua batendo carteiras, camelôs vendendo comida suja e prostitutas e travestis acabando com o bairro! Essa cidade tá abandonada, é uma cambada de vagabundos no poder que não faz nada e esse site tb só serve para ganhar dinheiro com patrocinador, pois resolver que é bom nada!!!!"
Nota da redação: o site não resolve problemas, já que não tem autoridade para tanto. Quem tem de solucionar problemas são as autoridades competentes, que são alertadas de todas as queixas recebidas no portal.
Setembro 08, 2005. Uma vizinha do Brooklin "gostaria q me indicassem um local que segundo a lei eu possa reclamar sobre 5 cachorros do meu vizinho que latem loucamente o tempo inteiro. Obrigada"
Setembro 07, 2005. Jocimar Lopes, que mora na Rua Bento Freitas (Centro) diz que "É compreensível que OBRAS EMERGENCIAIS precisem ser realizadas a qualquer horário do dia ou da noite. Contudo, a PMSP, por meio de sua Sec. de Obras vem, continuadamente realizando MANUTENÇÃO DE ROTINA (pintura de faixas, reparos em guias e bueiros etc.) entre as 22hs e 02hs. Será que não temos direito ao repouso das 22hs às 06hs? Quem consegue ter esse repouso com britadeiras, compressores e maçaricos de gás comprimido "atuando" durante quatro ou cinco horas da noite? Como a PMSP pode exigir "PSIU" dos cidadãos se ela mesma desrespeita a lei e o bom senso?"
Setembro 07, 2005. Uma vizinha da Vila Guarani (Santo André) "Gostaria que as autoridades competentes ( Ministério Público - Semasa - Policia Civil - Militar , seja quem for que puder resolver este problema , que está insustentável nesse endereço acima citado (Avenida Pedro Américo, 1475). Nesse local funciona um lava rápido de nome Papa Léguas , há tempos atrás atiraram na casa de um vizinho , porque ele reclamou para um rapaz que estava urinando na roda do carro dele que estava estacionado em frente a residência do Proprietário , foram 05 tiros na casa em plena tarde de domingo , veio a polícia , porém não deu resultado algum , dias depois assinaram um rapaz dentro desse lava rápido e para não dar encrenca para o dono do lava rápido , jogaram o corpo na rua . O barulho ''e insuportável , começa na parte da tarde e vai noite a dentro as vezes ( quase sempre , adentra a madrugada ) , pessoas de bem residem próximo ao local denunciado , todos pagam seus impostos em diA , MAS ATÉ AGORA NADA FOI FEITO , como resolver este problema , a quem recorrer ? Gostaria que alguém fizesse algo , pois fica difícil dormir com um barulho desses na cabeça . Aguardo Retorno"
Setembro 06, 2005. M.B. queixa-se das "lojas na calçada" da Av. Jornalista Roberto Marinho (ex-Água Espraiada): "Mais um absurdo!!! Já faz bastante tempo que "comerciantes" usam a "calçada para expor seus produtos". Tem até "CAMINHÃO LOJA" vendendo cofres. Vendem pufes, bancos, cadeiras, mesas, barraca de coco, pinga, etc... um verdadeiro comércio a céu aberto. PODE ISSO? Se eu quiser eu posso "pegar" uma calçada para mim e começar a vender o que eu quiser também? ELES PAGAM IMPOSTOS COMO EU? Porque ninguém faz nada? Já são mais de 10 anos que eu vejo isso ocorrer TODOS OS DIAS!!! Essa cidade virou a verdadeira "CASA DA SOGRA" mesmo!!!"
Setembro 06, 2005. M.B. denuncia pontos de táxi clandestinos: "Queria saber se a prefeitura tem algum projeto para os taxistas, afinal eles "TOMARAM CONTA DAS VAGAS DE SÃO PAULO", alguém já tentou estacionar perto de uma padaria, de um banco, banca de jornal? A tática deles é "começar devargazinho", vão pegando os melhores lugares de preferência perto de bancos, hospitais, padarias, comércio, etc...e aí vão parando 1 carro, 2 carros, 3 carros e quando você percebe já virou "PONTO"...QUE ABSURDO É ESSE, MORO NO PARAÍSO E PRÓXIMO A MINHA CASA EXISTEM UNS 5 "PONTOS" TORNANDO IMPOSSÍVEL ESTACIONAR O CARRO NO PERÍODO COMERCIAL, E VENHO NOTANDO O MESMO PROBLEMA EM DIVERSOS BAIRROS, OS VAGABUNDOS FICAM LÁ SENTADOS DE PAPO PRO AR O DIA INTEIRO E QUEM RESIDE OU TRABALHA NÃO CONSEGUE ESTACIONAR POR CAUSA DISSO, FORA OS PONTOS QUE "OFICIALMENTE" TEM 3 VAGAS APENAS E QUANDO VOCÊ PERCEBE ELES ESTACIONAM 5,6,7,8 CARROS... SR. JOSÉ SERRA ACORDE POR FAVOR!!! TAXISTA JÁ NÃO PAGA IPVA, USA CORREDOR DE ÔNIBUS, PAGA MAIS BARATO PELOS CARROS E AINDA DOMINAM AS VAGAS? QUE É ISSO!!! POR FAVOR ME AJUDA AÍ VAI!!!"
Nota da redação: Quem cuida desse assunto é o Departamento de Transportes Públicos (DTP) da Secretaria Municipal de Transportes (SMT), que é responsável pela gestão, regulamentação, cadastro, vistoria e fiscalização dos serviços de transporte realizados por táxis, fretamento e escolar, transporte de carga e moto-frete. A portaria 70 do ano 2000 (governo da dona Marta Suplicy) estabelece no seu artigo 3° parágrafo único que na eventualidade de não haver espaço físico no momento da chegada o permissionário (taxista) poderá ficar aguardando caso possa estacionar em local que não transgrida a legislação de trânsito.  Note que apesar de placa reservar "n" vagas, o DTP estabelece -pensando na rotatividade- uma capacidade de permissionários três vezes maior. Isto é, se um ponto tem 3 vagas, há 9 permissionários cadastrados no local. Em uma situação extrema, se já houver 3 carros no ponto, e chegarem os outros 6 permissionários, eles podem ocupar 6 vagas do estacionamento público.  Em todo caso, reclamações de irregularidades (adulteração do número de vagas, por exemplo) podem ser feitas através do 156 ou diretamente na Ouvidoria do DTP, no telefone 6096-3299 ramal 836.
Setembro 06, 2005. C.C.S.S. relata que "No número 58 da rua João Adolfo, é um bar (boteco de vila) que ultimamente esta colocando mesas na calçada atrapalhando o trafego de pedestre, que chega a ter necessidade de trafegar pela rua correndo risco de atropelamento, e os amigos do dono do bar estacionam seus carros em frente abrindo seu porta-malas ligando o som no mais alto volume incomodando e muito a vizinhança em todos os finais de semana, por exemplo: domingo dia 04/09/2005 um indivíduo ligou o som as 7:00 desligando às 23:15, isso é um desrespeito total e o dono do bar não toma providências para que pelo menos se diminua o volume. Por esse motivo, gostaria que se tomasse uma providência o mais urgente possível, pois não mais consigo dormir."
Setembro 06, 2005. Um vizinho relata que está "trabalhando no hospital cidade Tiradentes onde a segurança do trabalho e ótima, mas existem 12 cachorros onde sempre estão avançando nos funcionários da obra, com isso colocando em risco os funcionários da referida obra."
Setembro 05, 2005. Vanessa R. quer "desabafar sobre minha indignação, onde a empresa Casas Bahia oferece tanto recursos de compra, tanta facilidade de pagamento, mas também oferece falta de material, enganação a cliente, falta de compromisso e principalmente falta de palavras de seus representantes: Os gerentes. Clique e leia a queixa.
Setembro 05, 2005. D.C.B. queixa-se que " O Supermercado "Dia" no Brooklin (Av. Padre Antonio Jose dos Santos, 509), descarrega diariamente, inclusive nos finais de semana, às 6:00 da manhã, fazendo um barulho infernal. O bairro é residencial e não é possível conviver com este barulho. Já reclamei anteriormente mas ninguém faz nada! ABSURDO!"
Setembro 04, 2005. Um vizinho reclama da Av. Elísio Teixeira Leite, altura do número 5017, próximo à Rede Elétrica da Eletropaulo (Pirituba): "Solicitei à Prefeitura fazer a guia correta na avenida sendo que está rebaixada e onde moro em baixo, quando dá uma chuva forte, minha família sofre muito com as pedra,entulho que desce em casa,sendo que os outros vizinhos não sofrem só minha família, e outro problema que solicitei a prefeitura, que fizesse uma boca de lobo no local,só que até agora nada fora feito e outro problema grave que estou passando é sobre um vizinho mal educado,ruim que têm um bar irregular no local no nº 5009,onde prejudica minha família colocando seus clientes para prejudicar minha família,ameaçando de morte,causando sérios problemas,até gente fumando droga próximo a esse bar está acontecendo,por isso necessito que a Sub-prefeituba de Pirituba tome uma providência,sobre esse bar irregular,que feche de vez, e pague multa,que seja feito justiça,espero uma solução,pois me preocupo muito com a minha família e com a minha vida,por causa de quem não têm o que fazer,só pensa em prejudicar quem está na sua casa quieto cuidando dos seus afazeres domésticos no caso minha mãe e o filho mais velho que sai, a procura de emprego que está desempregado há 1 ano,com um outro irmão que têm problema mental,que se não fosse eles me ajudar na condução estaria perdido para mandar currículo, no lugares,enfim preciso de ajuda e uma solução,aguardo resposta,obrigado!"
Setembro 01, 2005. Q.M. diz que os moradores de Jd. Oriental, Cid. Leonor, V. Babilonia e região querem "a volta urgente da linha Cidade Leonor-Largo São Francisco -5162/10, que foi extinta definitivamente após mais de 40 anos com a Viação Tupi, nesta nefasta administração e devido a várias reclamações, abaixo assinados, em 25/06/2005, puseram no lugar ridícula lata velha, micro ônibus, muitos sem porta traseira e para variar com a Paratodos, a linha 5164/31 (Cidade Leonor sempre foi 5162, e 5164 é Vila Santa Catarina e não tem nada a ver, pois a sua criação foi posterior a 5162) com o nome - Cidade Leonor- Hospital São Paulo e ia até Hospital do Servidor Público, porém deixou de ir até lá e ainda criaram agora, um outro nº para esta linha;a 5167/10 em 26/08/2005. Nossa região continua sem condução para o centro da cidade e a SPTrans alega que temos bilhete único e podemos fazer baldeações. Isso não condiz com a nossa realidade, pois dependendo do horário e local em que queremos seguir, não tem condições, pois estão cheios e também demoram. O Bilhete único é outra mentira, c/a nova administração reduziu-se o número de viagens e quem fizer mais que 4 viagem teremos que cadastrar, levar foto, cópias de documentos como RG e comprovante de residência além de justificar o porque da necessidade e só tem 8. É um absurdo que onera nossos bolsos. Outro absurdo, agora c/o nº é 5167/10,(que saibamos,o nº da linha com 4 número terá que ir até o centro de S.Paulo; os que vão de bairro a bairro é constituído de 3 números e uma letra. Desde que essa linha vem funcionando,(antes como 5164/31)não funciona de domingos e feriados (será que ninguém trabalha nesses dias?? E o lazer do povo??), além de não fazer o trajeto que 5162 fazia, ou seja, pela Igreja São Judas, que nesse percurso, temos três escolas públicas, uma escola do SESI c/ensino fundamental,2 grandes supermercados, várias instituições bancárias (2 Bancos do Brasil), comércio  e um Centro de Saúde, além de ser caminho para Aeroporto. Onde está a Constituição? O que adianta estar escrito nos ônibus "Transporte é um direito do Cidadão é dever do Estado" Será que o Prefeito e a sua cúpula, principalmente a SPTrans estão preocupados com a população? Está claro que não, pois em especial a Gerência Sul, já extinguiu várias linhas que o povo sempre utilizava; os técnicos daquela gerência não estão nem aí, deveriam destituir todo pessoal e colocar gente preocupada com o povo, pois os atuais NÃO TRABALHAM EM "PROL" DA POPULAÇÃO, além disso achamos que eles têm "pacto" com a Paratodos, pois insistem em colocar essa viação e sabemos que essa viação não tem carros, por isso demoram, e só têm ferros velhos; com novo nº,continua,também, além de não passar em diversos locais está demorando a passar (cerca de uma hora a duas, parece que só tem três micros) por isso estão sempre cheios. Por que a SPTrans insistem em manter a Paratodos? O pessoal da prefeitura só estão preocupados em dizer que não tem dinheiro, que as linhas sobrepõem, que muitas linhas oneram cofres públicos, etc...etc... E os impostos que pagamos e a passagem, que não são baratos? Para onde estão indo? Por isso não queremos saber se onera ou não. Queremos a volta imediata da antiga linha,indo até o centro e pelo amor de DEUS, não coloquem a "Paraninguém"!!! Que Deus seja louvado e escute o nossa solicitação"
Setembro 01, 2005. Quanto à reclamação de "Eu", Telefone 9999-9999 email eu@ig.com.br, a produção do portal Sampa Online esclarece: não publicamos queixas contra estabelecimentos comerciais específicos sem a devida identificação do reclamante.
Agosto 27, 2005. Antonio Acrlos Barbosa cita a frase de Humboldt "A civilização de um povo se avalia pela forma que seus animais são tratados" e reclama que "Calçada não é banheiro de cachorro! Nada mais chato do que pisar em cocô de cachorro na rua! Quando todos passarem a respeitar mais uns aos outros e entender que se vive em comunidade, a vida no bairro certamente será melhor. A presença de cachorros nas calçadas sempre gera polêmica. E ela se torna maior quando o dono do animal não assume as responsabilidades da posse responsável. Já passou da hora de os donos dos animais assumirem suas responsabilidades e adotarem o bom senso como norma de conduta. Isto porque tem sido cada vez mais freqüente a reclamação, por parte de moradores da rua Dr. Nicolau de Souza Queiroz, no bairro da Aclimação, da falta de cuidado dos donos em relação à higiene. Quem prestar atenção irá notar que as calçadas públicas, são usadas freqüentemente como local para animais defecarem, com o consentimento do dono. Depois ele não recolhe a sujeira e quando recolhe joga-a nos canteiros da rua ou na praça.
Agosto 31, 2005. Uma vizinha diz que ela e seus vizinhos não agüentam mais "o barulho dos 4 bares (um muito próximo ao outro)- 3 na Rua Pires da Mota e 1 na Rua Apeninos. TODOS OS DIAS tem música ao vivo, em alto volume, sem contar os estudantes da UNIP, que bebem, ficam aos berros nas mesas dos bares, que por sinal ficam nas calçadas. Depois que a música dos bares acaba, lá pelas 2 horas da manhã, eles (os estudantes) estacionam seus carros no posto de gasolina que funciona 24hs, e continuam o martírio, ligando o som do carro no último volume. Há quase um mês minha família e nossos vizinhos não conseguimos ter uma única noite de sono descente. Estou tendo crises nervosas constantes, não só pela falta de sono, mas pela impotência, pois ninguém faz nada a respeito. Já liguei para a Polícia,mas tenho que me expor para fazer a queixa.Infelizmente, estamos num país onde ninguém respeita mais ninguém."
Setembro 04, 2005. G.C. de M. que perto da Praça Rotary Club em Palmas do Tremembé "Existe algumas barracas-barzinhos com karaokê, tocando e cantando a um volume maior que 70dB, barulho registrado dentro do meu quarto com as janelas fechadas. Tentei falar com o disk-psiu e ninguem atende, liguei para o 190 e eles disseram que eu deveria acompanha-los para efetuar a ocorrência e disserem também que apenas uma ligação não justificaria a ida deles no local, a atendente PM feminina falou isto rindo de mim. Acho que porque ela estava trabalhando em plena madrugada e eu tentando dormir. O que ela não pensou é que ela poderia estar rindo da mãe dela, foi completa falta de respeito com uma cidadã que trabalha, paga impostos em suma paga seu salário. E agora quem é que pode fazer alguma coisa para parar com este barulho na madrugada, se o disk-psiu não atende e a policia sabendo que nós não iremos até o local para formalizar a queixa, principalmente por MEDO pois sabemos que no local tem trafego de drogas e etc.."
Agosto 28, 2005. J.A.M, desde Fortaleza (CE) diz que achou "bem interessante este seu site e, embora bem distante de sua zona de jurisdição, agradeceria sua resposta para a solução do seguinte problema: tenho um vizinho chato, daqueles que gostam de confusão; sempre que corta os galhos de uma árvore do meu quintal, cujos ramos pendem para o seu imóvel, joga-os para a minha propriedade, em vez de dar-lhes outro destino. Várias doutrinas, relacionadas ao Direito de Vizinhança, inclusive os arts. 1.283 e 1.284 do Código Civil, não tratam especificamente do assunto, quanto ao local de destino dos galhos cortados pelo vizinho. Agradeço a sua prestimosa pesquisa e, se possível, a mais breve e fundamentada resposta."
Consultada sobre este assunto, a Dra. Tatiana Lima (http://www.prolib.com.br/adv/tatiana) respondeu: "O interessado deverá ajuizar uma ação de obrigação de não fazer no Juizado Especial Cível, o juiz avaliará a situação e, muito provavelmente, cobrará multa diária do vizinho, caso ele descumpra a ordem judicial."
Setembro 04, 2005. Liene Andrade, que mora na Rua Baronesa de Bela de Vista (Campo Belo), diz que é "moradora desta rua nas proximidades do aeroporto de congonhas,nos últimos anos estamos sofrendo diariamente invasões em nosso bairro devido ao crescimento do aeroporto...se não bastasse o barulho das aeronaves,agora os táxis que tomam conta das ruas durante a semana inteira com seus motoristas sem a mínima noção de respeito pelos moradores, e nos finais de semana agora se não bastasse...os ônibus de turismo que estacionam em guias rebaixadas debaixo da janelas de nossos quartos para pernoitar e sair na por volta de 5:30 e 6:00hs da manhã para pegar seus passageiros que retornam de suas viagens, fui informada por um dos motoristas que isso acontece pois o aeroporto proibiu o estacionamento dos mesmos em seu estacionamento deixando para nos os moradores mais esta desordem em nosso bairro.A prefeitura já tentei diversas vezes...só me dão um numero que chamam de CA e providências que é bom nada.COM QUEM PODEMOS CONTAR?"
Agosto 30, 2005. M.R.P. diz que a proprietário de um imóvel vizinho "loca o mesmo, sem se preocupar com os vizinhos, enche a casa com um bando de pessoas mal educadas e desocupadas e encrenqueiras, tirando assim a paz do local que sequer ela visita.No fundo a inquilina mora e faz sessões de umbanda vários dias da semana, virando a madrugada com batuques alto de atabaques e gritos estrondosos , iss dura ate o amanhecer do outro dia, a proprietária ja foi notificada e a situação continua a mesma ninguém dorme,dia 27 tive que chamar a viatura pos as 1:50 da madrugada do dia 28 já ninguém dormia com o escândalo, as 6 da manhã continuou a baderna ,não adianta reclamar vc paga impostos de sua residência e não tem o direito de dormir pois a proprietária do mesmo não esta nem ai com os vizinhos do seu imóvel, tanto que na casa da frente alugou para inquilinos desclassificados, que fecham nossas garagens com seus carros e qdo pedimos para tirar o carro pois precisamos sair da garagem começa a baixaria de palavrões e tudo mais que vcs possam imaginar, todo dia tem gritos e berros , escândalo, carros fechando a rua, neste imóvel infeliz,minha casa está a venda mais isso se tornou impossível pois o local passou a ser conhecido como inferno por culpa de tal imóvel, o que posso fazer????Quem pode resolver a situação deste imóvel no qual os inquilinos tiram o sossego de todos em volta??A proprietária pode fazer isso??Já reclamei ate no disk psiu mas a coisa fica pior a cada dia pois qto mais eu reclamo mais os vizinhos fazem barulho, e escândalo..."
Agosto 30, 2005. Marcelo de Passos Simas relata que a Fiat Mais Veículos, na Av, Adolfo Pinheiro, 1000 esquina com a Rua Nove de Julho (Alto da Boa Vista, Santo Amaro) "Há mais de ano, quase que diariamente, a empresa SADA TRANSPORTES E ARMAZENAGENS LTDA. contratada pela FIAT MAIS VEÍCULOS, procede a entrega de veículos novos a altas horas da madrugada (02:00 03:00 horas da manhã). Tal proceder, por se tratar de caminhões cegonha, produz barulhos insuportáveis e que impedem qualquer ser normal dormir, esteja ele em qualquer estágio do sono. São estrondos contínuos de ferramentaria e carros descendo por aquela rampa de metal que se treme sem parar. Inúmeras foram as reclamações, nenhuma providência foi tomada seja pela tomadora, seja pela prestadora. A vizinhança acredita que a impunidade, como não se é de estranhar, se deve ao fato de que as empresas envolvidas muito tem em influenciar em qualquer medida punitiva. Fica aqui meu protesto e a promessa de que em breve não mais tolerarei. Farei uso de medidas judiciais cabíveis."
Agosto 30, 2005. Renato quer "deixar aqui um tema para reflexão... A Dona Marta que tanto era criticada pelo "povão" fez muito por São Paulo, seu sucessor está centralizando tudo de novo, inclusive permitindo propagandas em ônibus coletivos e nos uniformes escolares e pasmem-se! quer o Sr. Serra privatizar a Saúde, será que iremos ver nova versão do PAZ? Não existe mais orçamento participativo, não existe mais conselho de representantes, não existe mais coordenadorias de saúde nas subprefeituras, tudo o que a Marta criou acabou e por fim criou o Serra um cadastro de contribuintes que prestar serviços em São Paulo com o intuito de tributá-los! Pasmem-se novamente, São Paulo trabalha com alíquota de 5%! Bem, vamos nos mobilizar e acabar com a baderna, viva a democracia!"
Agosto 27, 2005. Uma vizinha solicita "que seja feita uma vistoria no restaurante-choperia-pizza bar, NOVA-SQUINA (Rua Rui Martins 453, Mooca), pois qual não foi minha surpresa de apos alguns chopes com a família tive que ir ao banheiro, perguntando onde era porque não tem placa nenhuma tive que subir uma escada num corredor tão apertado que da ate medo,o local não estava devidamente limpo e foi o que meu marido também achou no banheiro masc. na parte de baixo que tem um acesso muito ruim também, perguntamos ao garçom pois havia mais de 30 pessoas no local como faziam com um banheiro so um masc. e um fem. e se algum deficiente tiver que usar o banheiro como faria, o mesmo sem saber o que responder dirigiu-se a um senhor que deveria ser o proprietário por sinal muito mal encarado, e nos deu a resposta (lugar de deficiente e em casa e não em restaurante)na qual imediatamente pedimos a conta e saímos pedimos também uma nota fiscal, na qual a resposta nos foi dada se quiser fazer uma queixa vá a delegacia que não precisa de nota fiscal, estou mandando uma copia para vários jornais e a prefeitura de S.P., pelo que seja publicada esta nota para que os moradores da Mooca saibam onde estão indo, que tipo de pessoas administram este comercio.grata pela atenção."
Agosto 25, 2005. Um vizinho de Santo Amaro queixa-se que "todo sábado é aquela droga de feira na rua bela vista . Uma loucura que estão fazendo conosco, porque é gritaria dos feirantes e desrespeitos com os clientes como nos. por favor ando de carro na bela vista e vejo a bendita feira ali . minha família sai de carro no sábado de manha e lá continua a feira. e tem outra queixa minha , é rua Alexandre dumas esquina com José guerra é impossível atravessar a rua , uma luta com os carros e ônibus . Quero uma solução rápida para isso."
Agosto 25, 2005. Gilson José Batista queixa-se da "calamidade da Rua Moliere no Jd. Marajoara, já publicado aqui com outras reclamações, respondidas pelos sehores acionando a regional de Sto. Amaro, ontem por volta do meio dia, passei pelo famoso RIO que corre constantemente e fiz QUESTÃO DE NAVEGAR PELO SEU CURSO ATÉ A NASCENTE . . .E DESCOBRI ! O Mc Donald ( contrariando inclusive o racionamento necessário), abre uma torneira sobre o gramado frente à AV. W.Luiz e deixa lá por horas correndo água, encharcando. Essa água corre pela frente do posto Flora, entra na Rua Moliere e vai formando lagoas, já que tanto a Moliere quanto a Sócrates, não têm BUEIROS para captação. O Sampa Online já respondeu aqui que o Mac Donalds já foi notificado e multado : - Será ? Deve ter sido uma multa irrisória. Deveriam acionar também a Sabesp para outra multa por desperdício. Caso queiram fotografar o abuso, isso é feito sempre por volta da hora do almoço, quando os funcionários chegam, abrem a torneira e a esquecem lá desperdiçando água e emporcalhando a nossa rua e os nossos carros."
Agosto 24, 2005. Renato Torres queixa que o "Hospital Santa Helena (Rua Pirapitingui esquina com a Rua Vergueiro) está ampliando suas instalações, e para isso no local mencionado chegam diariamente caminhões com os mais diversos materiais para a obra, chegando ao ponto de bloquear totalmente a calçada, impedindo a passagem de pedestres e os deslocando para a rua que por sinal é muito movimentada. Não é possível que continue assim a Prefeitura precisa tomar uma atitude, pois a obra parece que ainda vai demorar pra acabar."
Agosto 23, 2005. P.F. diz que na Av Rouxinol, 380 (esq. Rua Tuim) "Está sendo reformado um estabelecimento comercial onde o proprietario acha ser o dono da calçada tambem, pois na mesma foram postos troncos enormes de madeira obstruindo o caminho. A fiscalização ja passou por aqui mas como o proprio funcionario da obra falou "para que existe propina", bem mais uma obra para deixar a cidade mais feia e causar transtorno aos moradores"+
Agosto 23, 2005. André Luiz Silva queixa-se dos "Motoqueiros que fazem segurança a noite" na Avenida General Ataliba Leonel: "Esses motoqueiros cobram das residências uma taxa de R$ 20,00 para ficar apitando na rua a noite inteira, e dizem que estão fazendo segurança nas casas, e quando as casas são assaltadas os mesmos desaparecem, não voltam nem para cobrar o dinheiro. Gostaria de saber se este "trabalho" é legal e se tem como fazer com que isso pare de acontecer, pois eles acabam atrapalhando a noite de sono das pessoas, cobram por um serviço que não tem o menor cabimento. Grato pela atenção."
Agosto 23, 2005. Uma vizinha denuncia um "motoqueiro só assaltando pessoas na rua em plena luz do dia, na Av. Faria Lima, com revolver.anda so e leva capacete para o assaltado ir junto obrigada"
Agosto 22, 2005. Uma vizinha do Morumbi queixa-se dos "vigilantes que permanecem dia e noite na minha rua.Eles fazem barulho, baderna, "esquema" de estacionar carros (inclusive na frente das garagens dos vizinhos)em troca de gorjeta, criam brigas com moradores, além de serem "amigos" de conhecidos bandidos de favelas próximas, que vêm aqui freqüentemente atrás de informações sobre as casas e a rotina dos moradores. Gostaria de saber como expulsar esses vigias desta rua através da polícia ou prefeitura, pois afinal de contas, isto é ilegal, ou estou errada?"
Agosto 21, 2005. Uma vizinha diz que não sabe "a quem pedir socorro" e relata: "Meu vizinho mora nos fundos da casa do tio, uma espécie de "puxadinho" e há mais de 5 anos "coleciona" cães, são cinco na casa da frente e 25 vira-latas na parte de trás, justamente os fundos onde o ruído aumenta consideravelmente à noite. Já ligamos para a Polícia local pedindo que alguma providência fosse tomada, afinal confiamos na lei do silêncio e principalmente no bom-senso dos seres humanos. Mas, infelizmente, a polícia só pode fazer a ocorrência com a nossa presença. Acontece que o cidadão do "puxadinho", além de mal tratar os cães e infestar os terrenos vizinhos com o mal cheiro das fezes caninas, é um sujeito perigoso, ameaça verbalmente qdo. gritamos por silêncio e soube por outro vizinho que ele ergueu a casa em que mora com os tijolos roubados de nossa construção, que tem menos de 5 anos. Estamos coagidos dentro de nossos próprios lares. Não tenho como fazer esse cidadão entender que só queremos um pouco de silêncio para podermos pelo menos dormir. Outro detalhe: o controle de zoonose de Santo André tb não registrou a queixa, porque não quis me identificar por medo de uma reação do indivíduo, apesar de nos informar que são permitidos apenas 10 animais por residência e que eles fazem o recolhimento dos demais ou orientam o dono a tomar providências. Não sei mais o que fazer. Se souberem de algum meio legal no qual eu possa pedir um socorro sem que tenha que me expor, afinal eu não estou fazendo nada de errado, apenas primando pelo meu direito como cidadão, por favor orientem-me"
Agosto 19, 2005. Elvira Regina da Silva queixa-se do "Longo tempo de intervalo entre um ônibus e outro que faz o itinerário da |Cidade Tiradentes ao Tatuapé."
Agosto 19, 2005. Um vizinho reclama mais uma vez "quanto à extinção da linha 5162/10 Cidade Leonor - Largo São Francisco em 07 de Maio passado, que operava diariamente com veículos tipo ônibus, tendo um para portadores de deficiência física. Depois de muita reclamação, colocaram a linha 5164/31 Cidade Leonor - Hospital São Paulo Circular em 26/06, que não resolveu todo nosso problema, pois esta linha não funciona de domingo e feriado, possui só micro ônibus velhos em sua frota, sem um carro adaptado para deficientes, circula lotadíssimo maior parte do tempo, tendo vezes que é impossível entrar por falta de espaço, tendo que aguardar por mais de meia hora e não vai mais até o Centro. Desde 2003 que trocaram a empresa que operava a linha da TUPI pela Paratodos só temos tido problemas: de péssimos serviços à extinção da linha, visto que essa não foi a primeira vez. Funcionários da Paratodos dizem que a empresa quis cancelar a linha pois não tinha mais veículos disponíveis para todas suas linhas, criando o motivo de baixa demanda e sobreposição de linhas, que é confirmado pela SPTrans, mas tudo é mentira. Veja como são as coisas: sábado passado a linha 875M/10 Aeroporto - Perdizes via Miruna voltou a operar, que antes era atendimento da 875A/10 Aeroporto - Perdizes via Aratãs; nessas duas linhas a diferença de itinerário é uma rua e no caso da linha 5162/10 Cid. Leonor - Largo São Francisco em relação à 5164/10 Vila Santa Catarina - Largo São Francisco são bairros inteiros com demandas próprias, porque não fazem como fizeram com a 875M/10, trazendo de volta nossa 5162/10 como era até 06 de Maio deste ano??? E se a viação Paratodos não tem interesse em operar nossa linha por que não passam para outra, como a TUPI que fazia um ótimo serviço, que é a mesma que opera as citadas 875A/10 e 875M/10??? Aguardamos providencias."
Agosto 18, 2005. J.C.N queixa-se que "Ja faz mas de 1 mês que moradores da minha região (R.Valter Fontana, esq Av. Sta Catarina) vem sofrendo com a falta de reparo na iluminação publica. Varias reclamações ja foram abertas no Dpto de Iluminação da Prefeitura de SP e também na Ouvidoria e nenhuma medida foi tomada.De acordo com funcionário da ILUME , que presta serviço de iluminação à prefeitura, a prefeitura não vem honrando suas dividas essa empresa e a mesma não tem peça(e nem verba pra comprar) o material necessário para o reparo.ISSO É UMA VERGONHA!!!! em nenhuma outra administração anterior passamos por tal abandono....até quando??será preciso haver algum assassinato no local devido esse problema para que a MÍDIA se sensibilize??? e sabemos que somente se Mídia( jornal,radio,Tv) entrar com essa denúncia é que as coisas poderão entrar no eixo...Será que alguém pode ajudar?? "
Agosto 16, 2005. Rogério Martins Chaves diz que "O esgoto do meu vizinho está vazando no meu quintal há mais de três anos. Já tentei falar com ele mas de nada adiantou. Onde devo reclamar?"
Agosto 16, 2005. E. B. queixa-se que o "CONDOMÍNIO CENTRO EMPRESARIAL ESTÁ INFESTADO DE MOSQUITOS, E AO QUE PARECE A ADMINISTRAÇÃO DO MESMO NÃO TOMA AS DEVIDAS PROVIDENCIAS."
Daniel Borges reclama: "Deu inicio a temporada do "Tim festival" mas o som é outro, é aquele que toca enquanto a pessoa espera na linha e o premio vai para aqueles que tem mais tempo de esperar, mais paciência, mais necessidade. Minha reclamação?? Estão cobrando 2 ctas em um numero só, só porque o meu CPF tem mais de 1 linha. Em Julho, para a minha surpresa meu celular não fazia e muito menos recebia ligações, fui ver o que aconteceu, pois ao meu ver estava tudo ok!, mas me disseram que eu tinha uma conta de Dezembro em aberto. Dezembro!!!, nossa que sistema é esse? me pergunto... Para resolver essa equívoco, solicitei um desmembramento da conta e logo o parcelamento, adivinham?? surpresa!! não podemos fazer desmembramento da cta em aberto... ok!! eu implorei para que deixassem eu receber ligações ao menos até resolver o problema, pedi para falar com o gerente, a atendendo com voz robótica disse - não tem como senhor!! então resumindo a trilha sonora TIM festival, eu cheguei ao extremo e ameacei em cancelar, novamente a mesma atendente disse - posso estar fazendo o cancelamento agora para o senhor. Parabéns TIM!! E sabe o que mais doe nessa história toda?? é que eu indiquei a TIM para amigos!! e tudo que ganho em troca são robôs treinado para matar, aquilo que uma grande equipe de Marketing fez!"
Agosto 15, 2005. Agosto 10, 2005. O Dr. Pompeu queixa-se que "há meses os manobristas dos bares da região da avenida Jauaperi ( Favela, Bohemia e Armazém Paulista) vem estacionando os carros dos clientes na calçada. EM CIMA DA CALÇADA. Nada é feito. As autoridades não tomam nenhuma providência e cada vez mais o bairro antes calmo e organizado torna-se um caos. Será que eu também posso estacionar meu carro em cima da calçada como eles fazem? Acho que somos todos uns idiotas, prá que procurar vaga se há tanta calçada para se estacionar, não? Será que nada vai ser feito??? A equipe do site tem condições de tomar alguma providência ou isso ficará assim?? Lamentavelmente, Dr. Pompeu
Agosto 15, 2005. L.S.B., vizinha da Vila Livieiro, diz que não agüenta mais "o cachorro do vizinho é noite dia latindo,não conseguimos dormir.Por favor com quem falamos a respeito."
Agosto 15, 2005. Claudia diz que a Prefeitura "abandonou a Av. Presidente Altino (Próximo à Ponte do Jaguaré) no entanto que o pessoal da favela tomou conta até da Av. construindo seus barracos ocupando parte da Av. e colocando os lixos na calçada, fazendo com que as pessoas para atravessar a Av. tem q ir para o meu dela, e com isso aumentou o índice de acidentes....espero que a Prefeitura de SP tome as devidas providencias, pq aquele pedaço se tornou um risco a mais em nossa sociedade"
Agosto 13, 2005. V.A.L.B.questiona: "Quais o direito do contribuinte ao IPTU?", e relata: "Em 1987 meu pai comprou um terreno livre de passagem de esgoto. Como a construção demorou a água da rua eram jogadas no terreno, minha mãe foi reclamar na prefeitura e eles depois de muito falar colocaram tubos no terreno dizendo que seriam provisórios, na época por ingenuidade de meus pais permitiram pensando não ter problemas futuros. Só que o tempo passou e as conseqüências surgiram, por causa dos tubos está infiltrando água na casa da frente, o quintal foi perfurado por ratos gigantescos, e na casa do fundo está pior o tubo passa bem embaixo da casa, quando chove forte alaga a casa aparece freqüentemente baratas na casa por causa de toda sujeira jogada pelos nossos vizinhos. Eu chamei a fiscalização e simplesmente disseram não haver problemas de trincamento por causa dos tubos e que algum terreno tem que ser sacrificado. É visível ter afundado por causa de perfurações de ratos, que na casa do fundo até o banheiro cedeu . A rua tem varias casas e porque a nossa tem que ser sujeitada a esses fatos. Pagamos impostos todos os anos com alto valor, para que passe no terreno resto de comida, esgoto e tudo que se possa imaginar. O terreno é particular . O direito é só para pagar impostos e deixar tudo desmoronar para a felicidade dos outros vizinhos. Que injustiça é essa. O que devemos fazer para retirar estes tubos do terreno? Quais os meios necessários. Ajudem-nos por favor. O terreno em questão fica na rua Darci de Moraes 45 bairro Flórida Embu Guaçu. A queixa é feita há mais de cinco anos por minha mãe da qual foi apenas verbal por não saber que é necessário descrever e protocolar, isso fiz recentemente agora em julho.Aproveitaram que ela não tem conhecimento e não pediram para ela fazer a reclamação por escrito. É um abuso da prefeitura nos prejudicar para beneficiar a rua inteira. E ainda mais sem nenhuma assistência, temos que ficar em cima implorando por melhoria. Mas o imposto é pontual e bem caro." Rua Darci de Moraes, 45
Agosto 12, 2005. Gilson José Batista reclama que na Rua Sócrates, 831 (Vila Sofia), "frente à Paróquia. Havia um vazamento de esgoto NO MEIO do leito. Consertaram e na segunda, 08 / 08 foi tapado com piche. NO DIA SEGUINTE JÁ ESTAVA CEDENDO E FORMOU OUTRO BURACO. Há que ser averiguado : Quem é responsável por esse serviço e quem fiscaliza a execução. Se é empresa contratada, faz mal feito para cobrar tantas vezes quantas precisar voltar para refazer. Se é pessoal da própria prefeitura, é um serviço PORCO como todo serviço público. Fotografem o local > é uma mistura de barranco, com buraco, com asfalto, com barro."
Agosto 12, 2005. André Machado, vizinho de Santo Amaro, diz "Gostaria de deixar registrado aqui , sei que não é o Lugar específico para isso , Mas estou me Surpreendendo com a Administração do Senhor Antonio Barros Munhoz , Atual Subprefeito de Santo Amaro , Nunca vi tal Ordem , agilidade no atendimento da Subprefeitura , Pedidos de Poda de árvores que antes demoravam anos , estão sendo efetuadas em semanas , As praças em frente a Hípica de Santo Amaro , e na confluência da avenida João Carlos da silva Borges com a rua Visconde de Taunay ficou simplesmente MARAVILHOSAS , super Limpas , Pintadas , Com grama Nova , Flores e paisagismo concluído , Ruas Bem Iluminadas , guias pintadas e conservação de vias e bueiros Limpos , Nunca Poderia Imaginar que um dia teria um Subprefeito da Capacidade com que esse atual esta tendo para a região , Desejo a você Subprefeito Barros Munhoz , Toda sorte e vida Longa a ti para continuar esse Trabalho Maravilhoso que esta Fazendo em nosso Bairro , Confio em ti e no nosso Prefeito Jose Serra , Pela Primeira Vez em Décadas estou confiante com a atual Gestão Municipal , Muito Obrigado."
Agosto 08, 2005. C.M.C, vizinha da Vila Guilherme, queixa-se dos vizinhos da Rua Cássio de Almeida: "Meus vizinhos não me deixam dormir um único final de semana, praticamente todas as sextas e sábados sou obrigada a ouvir a baderna no local e com pessoas de todos os lugares, ressaltando deboches, gritos, uivos na madrugada em minha janela, o que fazer?"
Agosto 08, 2005. J.C.O.S. reclama que "o PRODAM, o órgão da Prefeitura, pega minhas solicitações que eu faço no SAC e deletam. O que adianta ter um canal da prefeitura com o cidadão,sendo que ele nao funciona."
Agosto 08, 2005. Uma vizinha da Av. Portugal (Brooklin) queixa-se que "Nesta rua temos como vizinhos várias empresas e comércio, infelizmente uma dessas empresas em que o senhor dono muito simpático tem um funcionário que nos dá muita dor de cabeça.Todo dia após sua jornada de trabalho, ele para seu gol quadrado de placa BNU 5861 em frente a sua firma e faz questão de deixar o som alto para que possa incomodar a todos os vizinhos que residem na rua. Como se não fosse só o incomodo do som alto, ele coloca cds com musicas de letras absurdas, com palavrões e palavras chulas Será que um dia teremos paz na Av. Portugal entra as ruas Florida e Michigan?"
Agosto 08, 2005. Um vizinho que mora na Alameda Santos (Cerqueira César) queixa-se que "Em frente ao meu apto, que fica no primeiro andar, há um bar chamado Orange Point, que tem bares na calçada e que funciona 24 horas por dia. Não preciso nem dizer que já estou ficando louco. Tenho acordado quase todas as madrugadas com algazarras nas mesas do bar. Já briguei com o dono, quase apanhei de uns freqüentadores, já recorri ao Psiu, à polícia, à todos. E NADA. De que valem as leis que dizem que os bares não podem funcionar da 1 às 5 da manhã?!! Estou a ponto de fazer uma loucura."
Agosto 08, 2005. Um vizinho, arquiteto da CESP, reclama que "Há 08 anos ou mais , a Associação Atlética do Hospital São Paulo, r. Pedro de Toledo, 844, local que é uma quadra de esportes e funciona irregularmente, como ensaio de samba, pagode, e tem 1 maluco, com um bumbo que pensa, que está num estádio de futebol. Eh! Eh! Que tal irmos no seu endereço e fazermos o mesmo ???? (O pagode, e o bumbo vem tirando nossa liberdade de descanso nos fins de semana, ou não. Médicos, funcionários do próprio hospital são meus vizinhos e no sábado todos estamos um caco. E ninguém é afim de resolver essa parada.) Durante a semana , ocorrem ensaios, um estudante japonês, bate o seu bumbo enorme, e estressa quem tem insônia e quer relaxar e ficar em paz. Parece, que a lei reza que perturbar o direito de outrem no seu descanso é incomodo de vizinhança. (e as leis são obedecidas aqui ????) E é o que essa instituição, que não quer colocar anteparos acústicos, ou gastar em investimentos de melhora no seu prédio, que é simplesmente uma quadra de esportes, muito adaptada. Algumas vezes, tive de dormir em Hotel.O comando policial do bairro já foi acionado, porém não pode fazer uma intervenção. O PSIU, parece inócuo. O secretário do Verde já foi avisado. Vcs poderiam nos ajudar , encontrando algum canal ou alguém, com competência de resolver o problema?????.
Agosto 07, 105. Ruth Eli D.C.Tavares queixa que "No número 625 da Rua Inglês de Souza (Jardim da Glória), vizinha à minha casa, o morador cria 6 cachorros em espaços mínimos. Os cachorros são por demais irritadiços, nervosos e barulhentos e eu já não sei mais a quem recorrer. É o dia inteiro. Até quando sai som da minha cozinha eles latem como reclamando do barulho que eu faço dentro da minha própria residência. E às vezes eles desandam a uivar e a gente quase não agüenta. Existe a sociedade protetora dos animais. E alguém de defenda o ser humano? A quem recorrer? O que fazer?
Agosto 06, 2005. Um vizinho que mora na Rua Correia de Lemos (Chácara Inglesa) apresenta a mesma queixa "que o colega sobre um bar que insiste em desassossegar com meia dúzia de gatos pingados se embriagando num pagode interminável que avança as 22hs de sexta e alguns sábados. Um Rua tranqüila se transforma num "saco" de sexta a noite. Sabe acho legal pessoas alegres a fim de se divertirem na sexta feira a noite eu mesmo seria capaz de conviver com a galera se eles pudessem respeitar os moradores, recém nascidos, idosos, ou minha família que não consegue descansar em paz depois das 22:00hs, afinal o pagode até então na minha cabeça vira apenas um barulho perturbador. Daqueles que você só consegue ficar pensando num jeito de acabar com a alegria deles para conseguir a sua. Por bem ou por mal. Tipo já pensei em contratar serviços especializados nisto. Mas sabe como é sou justo e honesto e não consigo agir de forma diferente. Vamos ver até quando nossa paciência agüenta. SE alguém estiver a fim de agir de forma conjunta, entre em contato residencial@conveniencia.com.br, não é necessário de identificar. Acho que poderemos fazer alguma coisa. Se você dono do bar estiver lendo minha reclamação entenda apenas desligue esta m*rda após as 22:00hs que todo mundo dorme bem, você continua ganhando seu dinheiro vendendo cerveja, e se divertindo com um pagodinho de sexta que pode ser até simpático até as 22hs mas que depois das 23:30hs faz com que pensemos em queimar as pessoas vivas tipo como Joana Darc. Hahha veremos. hoje é 05/08/2005 ~12:02am e não consigo dormir. Que Deus me ajude a manter a calma. Abraço a seja lá quem estiver lendo meu desabafo."
Agosto 06, 2005. Uma vizinha queixa-se que "Na rua José Manuel de Oliveira, nº 80, no Bairro do Jardim Primavera, os moradores de uma residência, criam 2 cachorros que infernizam a vida de quem mora próximo a essa casa, pois os animais latem dia e noite e, como infelizmente outras casas dessa rua também possuem cachorros, o barulho triplica, pois quando os dois cachorros acima mencionados começam a latir os outros também latem. Já foi conversado com a moradora sobre o incômodo que os animais causam mas ela não tomou nenhuma providência. Por favor, gostaria de saber quais procedimentos devo tomar para resolver esse problema."
Agosto 05, 2005. L.K.O, que mora na Rua Professor Miguel Mauricio da Rocha, esquina com a Rua Joaquim Nabuco (Brooklin) diz que "é realmente revoltante o descaso que está essa região pois alem das arvores não serem podadas não tem iluminação nenhuma, os pedestres e moradores sofrem com a violência nesse ponto pois a esse se torna muito propicio para furtos!!! Será que é preciso expor a mídia para alguém tomar uma providencia?
Agosto 05, 2005. Gilson José Batista, que mora na Rua Moliére (Vila Sofia, Jardim Marajoara), reclama "pela enésima vez, do famoso rio que corre por essa nossa rua. como já disse : andando a pé vc tem que ficar dando pulinhos como se andasse em um brejo. de carro, vc tem que lavá-lo duas, três vezes por semana. os senhores informaram que a regional faria uma fiscalização para detectar quem é o vizinho porco, mas até agora nada. ontem a água que corria era de uma cor branca amarelada. a rua Maria Baldinata Zunta, que liga a rua Molière à rua Sócrates, ao lado do Pão de Açúcar, é de paralelepípedos e parece não ter bueiros, pois os moradores dali adoram lavar quintal todos os dias e fica um eterno riacho na rua. interessante que a regional vive tapando buracos nessa rua, principalmente na esquina com a Molière. Só que o material que usam ultimamente é de má qualidade, assim como o serviço é mal feito, sem um engenheiro que fiscalize. além de emporcalhar tudo à volta, ainda solta em seguida, formando novo buraco. Se for empresa contratada, explica-se pois cobram diversas vezes pelo mesmo serviço. Se for caminhão da própria prefeitura, deve servir para mostrar serviço, fazendo a mesma coisa constantemente. Urge que a Regional tome providências de âmbito tanto responsável como profissional, coibindo esses serviço porco que prestam, pois o IPTU que pagamos não é pouco. Ficou de herança da Prefeita medíocre que tivemos e o atual, Serra, que tanto criticou-a, está igul ou pior, pois sequer anulou as taxas dela que ele tanto criticou. - Êta Brasil de incompetentes ! ! !"
Nota da redação: no dia 4 de agosto de 2005, o McDonald's da Rua Sócrates dedicava-se a limpar suas instalações (nesse dia a loja fechou) com água da torneira (foto 1, sentido horário). A água, após escorregar pelo estacionamento (foto 2) era jogada na Av. Washington Luís (foto 3) e continuava descendo pela rua Moliére, onde empoçava na esquina com a Rua Dr. Ferreira Lópes (foto 4). Após estragar o asfalto dessa esquina, continuava para, novamente, empoçar na esquina com a Rua Jaime do Espírito Santo (foto 4). Os registros fotográficos acima foram entregues, no mesmo dia, ao Dr. Roberto Pavanelli, chefe de gabinete da Subprefeitura de Santo Amaro, que os enviou via ofício à Supervisão e Uso de Ocupação do Solo.
Agosto 05, 2005. A.N. que mora na Chácara Santo Antônio (Santo Amaro, zona sul) escreve a esta seção "pois ja foi feita uma reclamação com a Eletropaulo e nada foi resolvido os problemas são fios de alta tensão e caixas de luz que vivem caindo na calçada,algumas caixas estão penduradas e parece ter sido feito algo clandestino pois as emendas estão muito mal feitas...eu mesma que passo pelo local todos os dias tenho medo daqueles fios e caixas caírem na minha cabeça,tem um relógio de luz grudado no poste de onde sobe um fio para esses fios que estão p cair novamente em cima de alguém a banca de jornal fica na frente da Mitutoyo e essa fiação de alta tensão p cair fica em frente ao numero 1267 uma casa verde ao lado do Takayama Fotos na Av João Carlos da silva Borges .Estarei aguardando uma solução... Obrigada!!!"
Nota da redação: A AES Eletropaulo "informa que foi verificado, após verificação no local, que os fios pendurados não são da concessionária de energia elétrica, mas sim das empresas de telefonia e tv a cabo. A distribuidora esclarece que o estado dos fios decorre de manutenção da rede e troca de postes da rua, feita em 20/07/2005. Conforme procedimentos técnicos, a AES Eletropaulo elabora o projeto de manutenção e encaminha para as empresas que utilizam os postes a serem trocados, comunicando a data de finalização da obra. A partir dessa data, essas empresas devem iniciar a recolocação os cabos de suas redes. Nesse caso, a comunicação às empresas foi feita em 15/07/2005 e, devido ao recebimento da reclamação da cliente, o documento está sendo reenviado."
Agosto 03, 2005. Flavio Rodrigues de Moraes Viola denuncia que "Hoje jogaram mais entulho na passagem da R. Visconde de Castro para a R. Condessa do Pinhal. Quando a prefeitura vai limpar a área que serve de banheiro para mendigos e lixão para pessoas não civilizadas? Como faço para solicitar à sub-prefeitura a limpeza? Obrigado"
Agosto 03, 105. Agnaldo M.M. que saber "se existe alguma legislação ou lei que regulamenta vendedores ambulantes, com caminhões em São Paulo, moro na Rua Martiniano de Carvalho 1049 no Paraíso e tenho escritório na Rua 13 de Maio, exatamente em frente onde moro, além de muitas dias trabalhar em casa. Agora minha queixa. Todos os dias vendedores ambulantes, especialmente de frutas passam gritando "bonitas bananas, bonitas mangas, bonitos morangos" a um volume muito alto e que atrapalha a concentração quando estou trabalhando, as vezes eles ficam 30 minutos parados e gritando, não compreendo porque isso é permitido, além de ser uma região próximo da Av. Paulista, é uma área hospitalar, com hospital Paulistano, Beneficência Portuguesa e Hospital Osvaldo Cruz, alguns dias chegam a passar 5 caminhões diferentes, é uma loucura, não entendo porque as pessoas compras esses produtos sem saber a procedência e ainda por cima incentivar que eles piorem a situação da poluição ambiental de São Paulo, lembro-me do caso da CONGAS que mudou para um "musiquinha" e pelo menos minimizou este inferno, porque não existe algo semelhante para este vendedores de frutas, sem contar que ninguém é surdo, será que eles não podiam ter um pouquinho mais de consciência e perceber que esse negócio realmente incomoda? Existe algum lugar que possa fazer uma reclamação sobre isso? É realmente permitido fazer este tipo de comércio? quem regulamenta? "
Agosto 03, 2005. Uma vizinha da rua José Neves quer denunciar "que próximo da minha moradia está localizada a FAVELA DA CORÉIA, Ocorre que já há dois finais de semana(sábado para domingo ou sexta para sábado), tem havido comemorações com caminhão de som no último volume, começando as 16:00 e continuando até as 4:00 horas da manhã, COM GRITOS, MÚSICAS, PALHAÇADAS, ETC. Perto do local tem a 43a. delegacia que logicamente também ouve tudo, porém nada é feito. Simplesmente o bairro não dorme. Concluindo chego a pensar que realmente esse país não tem dono, não existe respeito, não existe ordem. É um absurdo você ficar a madrugada de sábado para domingo acordada e participando contra a vontade de uma verdadeira baderna. Numa das vezes ainda gozaram do povo que estava reclamando no próprio microfone, sem um mínimo de consideração. É uma verdadeira palhaçada."
Julho 27, 2005. M.T. afirma que desistiu "de reclamar sobre a proliferação de botecos pelo Itaim. Se vc andar do começo da Joaquim até seu final e voltar pela Tabapuã, vc conta mais de 20 estabelecimentos do mesmo tipo. Inclusive já estão terminando a construção de um novo na Tabapuã com a Renato. Mas minha reclamação tem a ver com um boteco, mas com o espaço que ele utiliza da calçada. O boteco Ouro Preto localizado na esquina da Joaquim Floriano com a Renato Paes de Barros, utiliza a calçada no meu modo de ver, de forma irregular. Além de espalhar milhares de mesas, o proprietário colocou vasos e uma lona nos dias de chuva. Além disso, as mesas que não estão sendo utilizadas, ficam amontoadas em frente a banca de jornal. Resultado de toda esta bagunça é uma só, não existe espaço para os transeuntes andarem na calçada, as pessoas tem que se deslocarem e irem pela rua, porque além das mesas, vasos, garçons e pessoas de pé, existe uma banca em frente ao boteco. O que não entendo é, a prefeitura veio fechando e multando milhares de bares na Clodomiro e na Vl. Olimpia, até aí, tudo certo, mas e esse lugar que visivelmente atrapalha a todos ?? Só porque não está em lugar de bares e baladas, ele pode fazer o que quiser ?? Gostaria que fosse tomada alguma atitude, porque a lei deve ser cumprida por todos !!!"
Julho 26, 2005. D. A. quer saber a quem reclamar já que sua vizinha da rua Engenho Velho "não tem o mínimo respeito já que costuma ouvir musica num som extremamente alto pela madrugada a fora, incomodando as duas casas que fazem parede com a dela ja que são casas germinadas. Não fosse somente isso, quando não esta em casa os seus cachorros latem sem parar durante toda noite. Não sei o que é pior a música ou os cachorros. Já pedimos inúmeras vezes, mas em vão, pois vizinha parece que acha bonito tornar o sono de seus vizinhos um inferno, ainda mais que essa vizinha é uma policial, deveria então dar o exemplo, mas se vale dessa condição pensando que não será punida. Gostaria de saber onde reclamar pois o PSIU só recebe reclamações de estabelecimentos comerciais."
Julho 25, 2005. Um vizinho queixa-se que na Rua Ramalho Ortigão, 86A (Vila Gumercindo) "Existe um centro de Candomblé, que faz regularmente suas festas, incomodando muito. Por exemplo agora são 00:32 (segunda-feita) e estão gritando muito após um ritual deles. Ja entramos em contato com a polícia, que prontamente verificou o problema e solicitou que uma reclamação fosse encaminhada para o Disk Psiu, porém até agora não obtivemos retorno do Disk Psiu. Como proceder? A quem recorrer? Gostaria de que meu nome e endereço fosse mantido em anonimato, pois em situações passadas este pessoal se demonstrou violentos, tentanto inclusive invadir a residência de vizinhos que reclamaram."
Julho 25, 2005. Uma vizinha quer "receber informação jurídica pois sou do interior não sei se vocês podem resolver este problema tem 2 casas que tem galos na minha rua eles começam as 03:00hs e cantão sem parar não acho que e normal galos cantaram daquele jeito eles não cantam eles berram e insuportável não agüento mais será que vou ter que vender minha por causa de pessoas que nem trabalham por isso podem dormir de dia eu e minha família trabalhamos e não temos sossego nem paz e claro que todos acordam mas reclamar ninguém reclama pelo menos eu não sei porque não converso com ninguém de la me oriente"
Julho 22, 2005. S.V. relata que "em pouco mais de 2 meses fui assaltada duas vezes a ultima foi dia 18/07/05, onde levaram nossos celulares, muito me indignou q todos os guardas das ruas próximas ja tinham visto os 3 meliantes varias vezes cometendo assaltos e pior ainda estavam todos os dias nos mesmos locais na redondeza. quyem prestou ajuda, inclusive acionando a policia foi o segurança do sereias bar,os outros guardas apenas fizeram alarde e nada mais no dia 20 o mesmo segurança do sereias viu os meliantes na praça e acionou a policia novamente que atendeu o chamado e prendeu os garotos ,por estarem armados. a conclusão foi inesperada até pois fomos ao dp. fazer o reconhecimento, e exceto o segurança do sereias todos os outros guardas de rua se negaram a comparecer ao dp. para fazer o mesmo. recuperei os celulares e os garotos estão presos. a policia nos informou que há uma quadrilha agindo nas redondezas só no dia da prisão eles confessaram ter assaltado mais 4 vítimas no mesmo local. ora pergunto a vocês para que servem esses guardas de rua? São pagos e não agem na hora que mais se precisa, deveríamos contratar o segurança do sereias que pelo menos tomou atitude coerente. fica aqui a sugestão dada pela policia fazer um abaixo assinado no bairro para que se instale uma base policial comunitária na praça. Assim o número de assaltos cairia .e sinceramente prefiro colaborar para essa instalação do que para os guardas de rua. O boletim de ocorrência esta ná 11ª DP (Santo Amaro) e se alguém mais foi assaltado por esses três garotos basta ir até la e fazer o reconhecimento como nós fizemos."
Julho 20, 2005. R.S.P. reclama que "Até agora nenhuma providência foi tomada ,este quarteirão em questão (Rua Antonio Moniz Barreiros, 230-Jd Marilu-Taipas), nunca esteve tão sujo, a pref.não vem limpar a rua, não manda capinar, recolher os entulhos e dejetos jogados na via, convivemos no meio de ratos, baratas, etc. Nossos pedidos de limpesa, agora nem pela internet são respondidos, já que o 156 também não resolvia.Vocês tentaram nos ajudar, mas de nada resolveu, escrevo em nome de todos os moradores do final desta rua, estamos abandonados a própria sorte, só queremos fazer uma observação, nossa rua consta lá na prefeitura, pois sabe aquela "taxa do lixo", uma cobrançazinha, chegou pelo correio estes dias, que bom né!"
Julho 19, 2005. L.H.J.M. queixa-se que "o comércio da rua Guararapes (Brooklin), entre a rua Nova York e a Rua Califórnia, é só um exemplo. É cada vez mais difícil andar pelas calçadas do bairro, como se não bastasse ter que desviar dos dejetos dos cãezinhos mal educados, outra dificuldade é caminhar sem ter que desviar dos veículos estacionados sobre as calçadas. A maioria do comércio do bairro têm um espaço muito restrito de calçada, porem mesmo assim, insiste em oferecer este espaço como estacionamento. Os veículos ficam estacionados em ângulos de 45° ou 90° tornando impossível caminhar pela calçada sem ter que desviar. Outro dia uma moça com um carrinho de bebê precisou caminhar pela sarjeta pois a calçada estava obstruída por uma caminhonete. Ontem, um senhor precisou equilibrar-se entre o meio fio e um pedacinho de calçada pois alem de ter uma weekend sobre a calçada, atrás dela havia um outro veiculo estacionado. E o dia que um deficiente físico, usando uma cadeira de rodas, precisar passar?! Quando é que a CET vai tomar providencias?! Nosso bairro esta ficando campeão em desrespeito com o pedestre: é veiculo na contra mão, é veiculo obstruindo passagem na calçada, é veiculo estacionado sobre faixa de pedestre... Quando é que a CET vai tomar providencias?!
Julho 09, 2005. Uma vizinha queixa-se que na Rua Dr Manoel Guilherme da Silveira, 168 "a morada de aluguel mantem num quintal estreito, de pouco mais que 3 m², um cão de porte grande e um (talvez dois) galo, que começa a cantar por volta das 3:30hs da manhã, perturbando o sono das pessoas que moram nas proximidades. Trata-se de uma casa germinada que a proprietária aluga há muitos anos, e somente há algumas semanas esse galo apareceu e vem causando transtornos na vizinhança, por cantar de madrugada todos os dias. A dona do galo trabalha fora e sai por volta das 6:30hs da manhã, deixando o maldito galo cantando. Esse tipo de animal não é apropriado criar na cidade grande, pelo amor de Deus! Todos os vizinhos, incluindo eu mesma, trabalhamos de segunda a sexta (eu trabalho aos sábados, tb) e merecemos descansar um pouco mais pelo menos aos domingos!por favor, me ajudem com alguma resposta. Agradeço muitíssimo."
Julho 07, 2005. A.N. queixa-se de uma empresa na rua Céu Tropical, 123 esquina com a Rua Contos Gauchescos: "Já se tentou por diversos meus de reclamação a Empresa instalada é distruidora de carnes, sem registro, sem Empresa constituida no local, sem alvará e licença de funcionando, e o mais grave exerce atividades de movimento de caminhões do 4:00 da manhã até às 23 ou 24 todos os dias. Todos os meios tentados ninguém deu atenção, Psiu, Vigilância, polícia, e Prefeitura, sem solução e respostas. Todos os residentes nesta Rua tem problemas com esta Empresa e nada acontece. Ajude-nos. Obrigado desde já."
Julho 06, 2005. Uma internauta queixa-se que "ao lado da veterinária existe uma casa com uns 10 cães fila que latem o tempo todo , tenho um neném recém nascido que não consegue dormir,pois eles latem o dia inteiro. gostaria de saber em que órgão devo reclamar aqui no Rio de Janeiro. por favor me envie nao agüento mais"
Nota da redação: passamos à reclamante os dados do juizado de pequenas causas do Rio de Janeiro."
Julho 06, 2005. Uma vizinha disse que na Rua Domingos Prado 13, esquina com a Rua Brasilio Luz "há um bar, que fica com som eletrônico ligado, há conversas bem alto, enfim infernal. O dono diz que se houver problema falar com ele, mas o barulho não se aguenta, não se assite mais tv, muito menos se pode conversar dentro de casa. Isso acontece principalmente nos finais de semana. Durante a semana há vezes que altas horas conversam, gritam, principalmente quando há jogos importantes. Ficou um dia aberto até as 6:oo horas. O dono insiste em dizer que há conhecidos ou parentes na polícia. Os moradores não aguentam mais, fora a desvalorização dos imóveis. Pedimos socorro oas órgãos competentes."
Julho 04, 2005. Uma vizinha queixa-se que a "Igreja Evangélica Carruagem do Fogo (Av. Raquel AlvesMoreira, 110), fica nos finais de semana tocando tambor, guitarra, cantando e gritando músicas da religião até as 3h30 da madrugada."
Julho 03, 2005. S.S.H. queixa-se que "Há um vizinho que resolveu fazer da rua uma escola de samba. Ligamos para a policia e o mesmo informou que ja havia varias reclamações. Ninguem fez nada, ainda por cima as 5H00 da manha a policia retorna a ligação perguntando se ainda ha via "barulho". Achei um absurdo, ate por que não é a primeira vez que eles fazem isso - os vizinhos e o descaso da policia"
Julho 01, 2005. Um vizinho queixa-se que na Rua Saguairú, 383 esquina com a Rua Onda Verde há um "Ferro Velho clandestino, criadouro de ratos, mosquitos da dengue, ponto de encontro de moradores de rua terreno abandonado, e sem providências das autoridades competentes.Terreno denigre a imagem da Av. Braz Leme."
Leia também as queixas do primeiro e do segundo trimestre de 2005, segundo semestre de 2004, do primeiro e do segundo trimestre de 2004, e do primeiro e do segundo semestre de 2.003, e as queixas do ano 2.002

[ Convide um(a) amigo(a) ] a ler esta reportagem

[ Imprima ] esta reportagem

Portal Sampa Online (http://www.sampaonline.com.br): o maior e melhor portal dos bairros da cidade de São Paulo